13 de outubro de 2021 às 18h53

Pecuarista observa nova queda no preço do boi enquanto aguarda resposta da China

O mercado físico do boi gordo voltou a registrar preços mais baixos nesta quarta-feira, 13. Segundo o analista da Safras & Mercado, Fernando Henrique Iglesias, muitos frigoríficos voltaram a exercer pressão na volta do feriado nacional, ofertando preços mais baixos. “No entanto, as negociações aconteceram de maneira pontual no decorrer do dia. A tendência é que os frigoríficos mantenham as tentativas de compra em patamares mais baixos enquanto não houver uma posição concreta por parte da China em relação ao autoembargo”, assinalou Iglesias.

“A situação do pecuarista é bastante complicada neste momento”, alerta o analista. Os criadores enfrentam altos custos de manutenção dos animais nos confinamentos, ao mesmo tempo em que as chuvas no Centro-Sul são um complicador adicional, dificultando o manejo.

Em relação à China, o mercado continua sem novidades, ainda sem um parecer claro por parte do grande importador de carne bovina do Brasil, apesar da inexistência de um entrave sanitário.

Com isso, em São Paulo, Capital, a referência para a arroba do boi ficou em R$ 274 na modalidade à prazo, estável na comparação com a terça-feira. Em Goiânia (GO), a arroba teve preço de R$ 255, inalterada. Em Dourados (MS), a arroba foi indicada em R$ 270 – R$ 271, contra R$ 271. Em Cuiabá, a arroba foi precificada em R$ 260, ante R$ 263. Em Uberaba, Minas Gerais, preços a R$ 275 a arroba, estáveis.

Atacado

A carne bovina permaneceu com preços estáveis no mercado atacadista. No entanto, o viés para o curto prazo é de queda, considerando a situação dos estoques dos frigoríficos. “As unidades habilitadas a exportar para a China permanecem com câmaras frias abarrotadas, e já aumenta a possibilidade de terem que disponibilizar esse estoque no mercado doméstico, o que teria forte potencial para derrubar os preços da carne bovina no atacado e no varejo, e isso implicaria em queda dos preços das demais proteínas de origem animal”, disse Iglesias.

Com isso, o quarto traseiro seguiu a R$ 21 por quilo. O quarto dianteiro ainda é precificado a R$ 14,50 por quilo. A ponta de agulha permaneceu a R$ 14 por quilo.

26/03/2021 às 19h15

Boi gordo: mesmo com vendas menores, arroba mantém alta no preço

O mercado físico de boi gordo registrou preços de estáveis a mais altos nesta sexta-feira, 26, em mais um dia de inexpressivo fluxo de negócios. –

Leia Mais
26/03/2021 às 19h01

Aftosa: RS entrega 62 carros por exigência do Mapa para pleitear status de livre sem vacinação

O governo do Rio Grande do Sul entregou 62 carros nesta sexta-feira, 26, para as inspetorias de Defesa Agropecuária da Secretaria da Agricultura, Pecuária e –

Leia Mais
26/03/2021 às 16h27

Mato Grosso colhe 97,17% da safra de soja 2020/21

A colheita da safra de soja 2020/21 do Mato Grosso atingiu 97,17%, conforme o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com número obtido até 26 –

Leia Mais
26/03/2021 às 15h59

Milho: plantio da atinge 99,58% da área em Mato Grosso

A semeadura da safra de milho 2020/21 do Mato Grosso atingiu 99,58%, conforme o Instituto Mato-Grossense de Economia Agropecuária (Imea), com número obtido até 26 –

Leia Mais
26/03/2021 às 10h30

Frango: preços seguem direções opostas entre regiões

Devido as novas imposições de restrição ao combate da pandemia de covid-19 e o fechamento dos comércios em diversas regiões do Brasil, os preços da –

Leia Mais
26/03/2021 às 09h20

Gripe aviária: casos em aves silvestres na Alemanha somam cerca de mil desde outubro

O Instituto Friedrich Loeffler, da Alemanha, informou nesta sexta-feira que os casos de gripe aviária altamente patogênica (HPAIV H5), identificados em aves silvestres, já somaram –

Leia Mais
25/03/2021 às 18h34

Boi gordo é negociado por R$ 316 em SP pelo segundo dia consecutivo

O mercado físico de boi gordo registrou preços estáveis e inexpressivo fluxo de negócios nesta quinta-feira, 25. Segundo o analista de Safras & Mercado, Fernando –

Leia Mais
25/03/2021 às 16h28

Paraná deve colher 13,3 mi de toneladas de milho 2ª safra, estima Deral

O Departamento de Economia Rural (Deral), vinculado à Secretaria de Estado da Agricultura e do Abastecimento do Paraná (Seab), estimou, em seu relatório mensal, que –

Leia Mais
25/03/2021 às 13h58

Milho: safra deve chegar a 4,323 mi de toneladas no RS, diz Emater

A safra 2020/21 de milhão em grão do Rio Grande do Sul deve somar 4,323 milhões de toneladas, em uma área de 796,2 mil hectares, –

Leia Mais
25/03/2021 às 11h31

Demanda interna fraca mantém valores da carne suína em queda

De acordo com o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada (Cepea), os preços da carne suína recuaram pela quarta semana consecutiva. As vendas de –

Leia Mais